Páginas

quinta-feira, 12 de abril de 2012

O Sindicato Nacional do Crime - A Conferência de Atlantic City





A Conferência de Atlantic City, realizada em 1929, foi a primeira reunião de caráter nacional com os chefes do crime organizado americano.

A conferência teve um grande impacto sobre o futuro  do submundo e que detem mais importância e significado que a Conferência de Havana de 1946 e da reunião Apalachin de 1957. Ela também representou o primeiro passo concreto em direção a criação do Sindicato Nacional  do Crime.

 
A Conferência

Com a proximidade do casamento do chefão judeu Meyer Lansky, seus amigos concluíram que a cidade de Atlatinc City estaria perfeita para que Meyer passasse sua lua de mel enquanto se  realizaria uma conferência entre os principais chefes do submundo dos Estrados Unidos.

Meyer Lansky


A data e o local foram definido para o fim de semana de 13 maio de 1929.

O anfitrião da conferência era o poderoso chefe politico de Atlantic City Enoch "Nucky" Johnson, chefe do submundo no sul de Nova Jersey , que planejou todos os detalhes da conferência.
Enoch "Nucky" Johnson

 Dois dos líderes mais poderosos do submundo, Giuseppe Masseria e Salvatore Maranzano de Nova York não foram convidados.

Giuseppe Masseria
Salvatore Maranzano

 A velha guarda mantinha as tradicionais ideais do velho mundo e as práticas empresariais que restringiu-los de trabalhar com outros grupos étnicos fora do submundo italiano, este era contra os ideais e princípios que os líderes, como Luciano e Torrio desejava expressar para os outros participantes da conferência em Atlantic City. No momento da conferência, Joseph Bonanno , tenente e assessor de  Maranzano não foi convidado para a reuniões, mas ele logo se tornaria um dos arquitetos do "Sindicato Nacional do Crime " e do futura Comissão da Cosa Nostra Americana.

A conferência começou com um incidente constrangedor para alguns dos convidados que tentaram dar entrada no hotel em que Nucky Johnson reservou. Johnson tinha registado os participantes da conferência no Atlantic City Breakers Hotel exclusivo para os visitantes branco anglo-saxão e protestantes.
 
Uma vez que a administração do hotel deu uma olhada em alguns dos convidados que estavam tentando fazer check-in, na sua maioria italianos e judeus, o gerente tentou barrar. Por esta altura Johnson tinha ouvido falar sobre o problema e correu para o hotel para cuidar da situação. Al Capone  acabou discutindo com Nucky Johnson, mas a situação cessou e Johnson escolheu outros Hoteis, tais como o  Ritz-Carlton e o  Ambassador Hotels para acomodar os seus convidados.

Para quem foi sozinho a Atlantic City, o anfritião proveu de tudo, desde bebidas, comidas e mulheres, para quem foi acompanhado, o serviço foi igualmente luxuoso.

Lanky, Capone e Thompson no calçadão de Atlantic City

Meyer Lansky e sua esposa Anna, foram os  convidados de honra recebendo a suíte presidencial no Hotel Ritz, com um fornecimento constante de champanhe.

Havia vários itens importantes para discutir entre os chefes e os participantes, como a concorrência constante por lucros na distribuição de bebidas, ou se quando a Lei Seca terminar, além de discutirem sobre as operações de jogatina, o problema da violência crescente em Chicago e os problemas com as gangues irlandesas.

Os chefões decidiram reorganizar os  seus bandos em organizações cooperativas, investindo em negócios  nas cervejarias, destilarias e franquias de importação de bebidas alcoólicas. Ao fazer investimentos no negócio de legitimo de bebidas e por possuir casas noturnas, bares e restaurantes para distribuir as bebidas e maximizar os lucros, isso deu ao Sindicato alguma segurança contra a revogação da Lei Seca.

Salientarão na cooperação de todas as gangues para o negocio dos jogos de azar, os representantes de Nova York e Chicago estabeleceram um plano para controlar todo o tipo de aposta em território americano.

As famílias de Nova York e Chicago teriam de supervisionar e dirigir as operações de cooperação. Frank Costello e Meyer Lansky foram escolhidos como diretores para coordenar as operações, juntamente com representantes de Chicago. O ex-braço direito de Rothstein, Frank Erickson, foi escolhido para supervisionar a organização da operação, juntamente com Moses Annenberg.

Foi acordado na  conferência que os investimentos no negócio de bebidas legítimo e jogos de azar era a maneira de compensar a perda de lucros a partir do fim da Lei Seca e discussões para dividir o país em franquias exclusivas e territórios entre as futura famílias  foram iniciadas na Conferência de Atlantic City.

Outro tema importante foi a persistente violência e derramamento de sangue que estava acontecendo em Chicago. As guerras do submundo de Chicago e em certa medida, Nova York, havia trazido um clamor público e da mídia sobre a lei para interromper a violência. Não tinha sido adicionado atenção  da mídia.

A maior parte da discussão foi devido principalmente ao recente Massacre do Dia dos Namorados em Chicago. Al Capone foi convencido após muito debate a se permitir ser preso sob a acusação menor e enviado para a prisão por um curto período de tempo, para tentar diminuir o cerco da policia e da mídia sobre os negócios futuros do Sindicato.

Após o termino da conferência, Al Capone e seu guarda-costas Frank Rio foram para Filadélfia, onde dois amigáveis policiais o prederam  ​​por porte de arma. Al Capone e Frank Rio foram condenados a um ano de prisão, mas foram liberados e voltaram a Chicago depois de vários meses.

O futuro do crime organizado

Antes do final da conferência, a ênfase foi colocada sobre o fato de que todos os planos futuros e operações tiveram que ser apropriado e administrado de forma pacífica entre os chefes do país e organizações criminosas, evitando o tipo de conflitos violentos que atormentaram o submundo no passado . O grande sucesso "Grupo dos Setes" foi usada como um modelo de futuro da organização e paz para o novo "Sindicato Nacional".

Em Nova York, as duas principais  potências do submundo estavam entrando em disputas, Giuseppe "Joe the Boss" Masseria e Salvatore Maranzano ,que era visto como contrárias aos planos organizacionais para o futuro do crime organizado nos Estados Unidos.

Os líderes que participaram da conferência concordaram que para continuar com os planos do futuros  sindicato, a velha guarda ou " Mustache Petes" teria de ser eliminado eventualmente.

A nova aliança nacional entre Chicago, Detroit, Boston, Filadélfia e em outros lugares seria o apoio a Nova York para a  remoção da velha guarda em suas áreas se for necessário.  

Ficou claro para os participantes da Conferência de Atlantic City que Charlie "Lucky" Luciano era um líder nato  e acabaria por se tornar o primeiro entre iguais no Sindicato.

Alguns historiadores do submundo americano, como TJ English, acreditam que os chefões do crime italianos e judeus não convidaram representantes do submundo irlandês mais proeminentes na época da Conferência de Atlantic City, porque tinham a intenção de exterminá-los juntamente com a velha guarda italiana  que controlavam a maioria das operações criminosas nas grandes cidades

Os líderes do submundo, como Charlie Luciano, Johnny Torrio, Frank Costello, Meyer Lansky e Arnold Rothstein eram homens da mesma ideologia e visão, que viu o futuro do crime em organização e cooperação.

Eles levaram os criminosos mais poderosos da América com a inovação e determinação e lançou as bases para o Sindicato Nacional e do seu longo reinado sobre o submundo, que foi iniciado com a Conferência de Atlantic City.


.Participantes da Conferência de Atlantic City

Os termos  Capo e Consigliere não foram utilizados até Salvatore Maranzano classificar o submundo italiano em 1931, os termos tenente e conselheiro foram mais comuns na época, exceto com a Família Maranzano, (futura família Bonanno),  A posição de Consigliere não existia até Charlie "Lucky" Luciano se torna o primeiro defacto entre iguais na  Cosa Nostra, e acrescentou a posição da hierarquia da família em 1931, quando formou a Comissão.

Membros do submundo americano, ou delegação que representou e sua posição no momento da conferência:

Atlantic City:

Enoch "Nucky" Johnson – Chefe Político de Atlantic City



Nova York/Nova Jersey:

John "The Fox" Torrio -  Ex-Chefe da Gangue  Torrio/Chicago/ Assessor em New York

Salvatore "Charlie Lucky" Luciano – Sub-Chefe da Famila Masseria /New York


Frank  Costello - Tenente da Família Masseria/New York


Giuseppe "Joe Adonis" Doto - Tenente da Família Masseria/New York

Vito Genovese - Tenente da Família Masseria/New York

Vincent Mangano - Tenente da Família  D'Aquila/Mineo/New York

Quarico Moretti - Tenente da Família Masseria/New Jersey
Frank Scalise - Tenente da Família D'Aquila Mineo /New York

Gaetano "Tommy Brown" Lucchese – Tenente da Família Riena/Nova York

Albert Anastasia - Tenente da Família D'Aquila/Mineo/New York


Benjamin "Bugsy" Siegel - Organização Bugs & Meyer/New York

Meyer Lansky – Organização Bugs & Meyer/New York

Louis Buchalter – Chefe da Organização Buchalter /New York

Owney Madden - Chefe do Combinado Irlandês /New York (Provavelmente o único convidado irlandês)

Jacob Shapiro - Chefe da Organização Buchalter /New York

Abner Zwillman – Chefe da Gague North Jersey/Zwillman/New Jersey

Dutch Schultz – Chefe da Gangue Schultz /New York



Gaetano Gagliano – Sub-Chefe da Família Riena/New York 

Carlo Gambino – Tenente da Familia D'Aquila/Mineo/New York

Frank Erickson – Ex-tenente de Rothstein /Associado de Frank Costello Associate/New York


Chicago:

Alphonse "Scarface" Capone – Chefe da Gangue Capone /Chicago

Frank  Nitti – Tenente da Gangue Capone/Chicago

Frank  Rio – Associado da Gangue Capone /Chicago

Jake Guzik - Tenente da Gangue Capone/Chicago


Frank McErlane – Chefe da Gangue Saltis/McErlane /Chicago



Filadélfia:


Max Hoff - Chefe da Mafia Judia /Philly

Harry Stromberg - Chefe da Mafia Judia /Philly

Irving Wexler – Chefe da Mafia Judia/Philly


Irving Bitz - Chefe da Mafia Judia /Philly




Charles Schwartz - Chefe da Mafia Judia /Philly

Samuel Lazar Chefe da Mafia Judia /Philly


Cleveland:

Morris Dalitz – Chefe da gangue Little Jewish Navy /Cleveland

 Louis Rothkopf - Chefe da gangue Little Jewish Navy /Cleveland

Leo Berkowitz – Associado das Gangues Little Jewish Navy/Mayfield Road Mob /Cleveland 
        
Detroit:

William Joseph Bernstein - Chefe da Gangue Púrpura/Detroit (a.k.a. "Bill Bugs")

Abraham Bernstein – Chefe da Gangue Púrpura/Detroit

Kansas City:

Giovanni Lazia  - Tenente da Gangue Pendergast Machine/Balestrere/Kansas City (a.k.a. Lazio)

Massachusetts:

Charles Solomon – Chefe  Máfia Judia/Boston 

Frank  Cucchiara - Boston North End Gang/Tenente da Família Buccola

Frank  Morelli – Chefe da gangue Morelli


Florida:

Santo Trafficante Sr– Chefe da Família de Tampa /Tampa




Louisiana:
Sylvestro Corallo – Tenente da Família Matranga/Giacona /Nova Orleans  









Um comentário:

Anonymous. disse...

Olha só, os figurões, meus parabéns o blog está ótimo. Tenho um blog que crio histórias envolventes a membros da máfia, e etc... histórias que me veem na cabeça, http://cosanostratales.blogspot.com, queria saber se tem vaga na equipe de moderação do seu site.